23 de abril de 2010

*Deve ser por se desconhecer que dizemos; Que um não sabe o que diz, mesmo quando diz, então fica no ar; Porque interrogamos sem saber se este que digo, conhece de verdade, aquilo que disse? È só a nossa opinião sem conhecer um pensamento que disse, e não a nós quem diz sendo verdade. Pelo outro.*

Deixe-me compartilhar com você uma memória

Dentro desse sonho, há uma imagem da morte E ela me leva onde há um saco de ossos Em que ali está o meu nome E pelo corredor daquele vale...