22 de abril de 2010

Eu já não sei o que são mudanças, sigo do meu jeito e tudo permanece bem. Noto as mudanças e vejo os novos passos serem controlados. Não acredito que após a morte terei um paraíso; "Isso seria acreditar, em um constelação dentre outras centenas de crenças." È melhor ter uma força que me invade além de um extraordinário, para que eu por si só, crie a minha realidade.

"Terrificante sede de descobrir
Solares que transformam um olhar
Relampejo que guia um andar
Passado feito para se vingar
Oscilando uma nova memória
Campos precisam ser ceifados."

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...