25 de abril de 2010

"Penso que posso ter, alguma coisa faço. Então conquisto, se me for bom, permanece. Se merecido, me completa! Se ruim for, deixo que seja arrastado para não atrapalhar o meu amanhã. Dai então; Digo o que penso, para ver-se transformar. . .

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...