23 de outubro de 2010

─ Ricas inflexões destinadas ao nada que reinventa a mente. Igual a uma chuva torrencial a existir nos meus olhos que lava meu rosto. Assemelha teus traços, faz-te sorrir pelos disformes traços faciais. As cordilheiras a meio fio de passos sobre rios rochosos. ─

"É como se uma máquina de ferro fundido tivesse passado por cima de mim, em cima do meu corpo. Porém, ainda não havendo força e vontade...