25 de outubro de 2010

A voz do louco que fala sem pensar. È todo o silencio em sabedoria de um sábio que se quer sabe o que dizer. Só pensa demais.

"É como se uma máquina de ferro fundido tivesse passado por cima de mim, em cima do meu corpo. Porém, ainda não havendo força e vontade...