1 de novembro de 2010



Sonhos só os tem, quando deita-se e adormeces. Devaneios, se vive daquela mesma forma, que se pensa; O imaginar indefinido, provocando a sensação de realidade, o que pra mim è realizar um sonho, após qualquer devaneio E até que ela adormeça, tem tempo de acreditar.

"Atenua-se no vasto céu negro antigas estrelas e esplendorosa e formosa lua...

Fazendo mundos surgirem junto a sensação do vento noturno Solstício outono também declama o amor as folhas Onde cada uma delas também...