16 de dezembro de 2010


"S ei que
A sinto
U nicamente
D iante da
A usência que
D istingue
E xuberantemente o que verdadeiramente
S into distante de mim."
SAUDADES

O elixir da vida

Que frui como fumaça espessa e sem pesar Não faz desvendar nenhum mistério Onde olhos algum vê, sente a alma e morre o corpo E no além d...