21 de dezembro de 2010

E mesmo que não fosse
da forma mais inteligente
Seria íngreme o idealizar
Entrelinha de palavras
Formando-se versos
Criando um novo pensamento
Destruindo alguma barreira
Que por uma manhã as vezes
Parece ficar, mas só parece?
Então pra que deixar!
E que ninguém saiba
Destes versos, atruam
no segundo que são feitos
Pertencem a nós
mas num lugar deixaremos
Para que vejam vida
E como se idealiza um começo
Para nunca ter um fim
Nem recomeçar, só continuar.

"Eu e Ela."

Não são moedas meus anseios Ardentemente, desejo além do pensamento Porque não enxergo com os olhos Enxergo com a alma E somente ela sab...