Levanta-te

"Isso tudo aqui é muito lindo ... Mas não sou assim,
sou o que falo quando não penso pra falar."

__________________________________
"Direitos Autorais."
Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184, do Código Penal Brasileiro. Não copie sem divulgar a autoria !

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Quer saber! Chega de escrever, isso as vezes me irrita ...
Então, se gosta ou não, dane-se. Não me importo, são coisas minhas
E não falo por outro para que sejam, mas digo para que sejam o que querem
Ao invés de melancolias depressivas, sorria e alegre-se mesmo triste!

Isso torna-se um imenso prazer ...

Quem é capaz de olhar pra cicatriz
Ao invés de enxergar uma cura?
Quem tem capacidade de fazer seguirem um passo
Ao invés de sentirem e dizerem a mesma coisa?

Poesia, isso?
Talvez seja, talvez não!
Não digo que é, pois nem mesmo sei
Agora conte para si

O que significa vir ao mundo
Para ser dirigido?
Mundos separados, onde é só um mundo!
Peça socorro para as vozes!

E nunca encontre a cura através do que acreditas.
"Se descer rio abaixo por força própria vai sentir o que nunca quiseram. Podendo dizer o que aconteceu."

"Por costume, prefiro só sentir aquilo que me convém. Pois pensar demais, pode enganar-me. Mesmo não querendo, o momento que reflito distingue as coisas que me disseram, mas sentir aquilo que desconheço, faz-me ser aquilo que jamais pensaram."

Começa tudo com uma batida
O coração não quer, mas você deseja
Então se deseja, engana-se se é o teu coração?
Talvez isso soe demasiado, mas para um segundo

O mundo não acaba a medida que pensas
Mas tudo se esvai quando desacreditas ...
Perde quem és, por aquilo que nem vês?
Sente por aquilo que ouve, ou realiza pelo que queres?

Então abandone teu ser, e seja o que querem
Faça de conta que você é detratado pelo que ouve
E nada faz por aquilo que sentes prazer de ser
Ir ou vir, tanto faz ... Aproxime-se!

Sabe o valor de respirar?
Não! Então entenda ...
Você nasce com um único fim
Morrer ... E morrer não é nada comparado ao que fazem

Pois só se mata aquilo que criou
Deixe o que é ruim, finja não ser
Para pensares que és, e assim
Tudo sem mesmo eles desejarem

"Vai estar lá, onde menos esperaram, por nunca terem desejado, como quis."

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Não haveria nos teus pensamentos, portas
Que não poderiam ser destrancadas,
Uma guerra que por fim, não possa ser vencida
Por uma ingrime sinceridade, a indolência jogada fora
Erros que são feitos por atos
Que não possa ser consertados
Uma nova canção que não se possa ser cantada
Não creio na vantagem, nada me é imbatível
Os DEUSES, não são confiáveis
E nomes que nem se quer podem ser nomeados ...
As costuras não são invisíveis
E nem os sonhos são impossíveis

"Pois o impossível é tudo aquilo que não desejas conquistar, ter, ver ou ser."

Nem se quer os gêmeos são indênticos
E é sempre noite quando um dia se finda, termina
As verdades se quer são indiscutíveis,
Então porque suas explicações alheias?
As metas são atingíveis,
Inatingível deve ser teus sentires

"E quando penso que é tarde demais,
Noto o quão ainda é cedo pra desistir
Minhas emoções podem ser destrutivas
Mas nunca poderão alterar o que sinto
Pois se senti, pode ir ainda mais além
Do que antes houve."

E não há nada que não possa ser satisfatório,
Senão estar disposto a descobrir o que
A cada dia me tenho reservado,

sábado, 27 de novembro de 2010

Nem benificientes ações mudarão o mundo. Mas o mundo mostrará o efeito de tantas atrocidades sem precisão. O mundo é preciso, e a ação ineficiente não!

"Se somos o futuro. Deveria haver formas de então agir nele, ao invés de ficarmos a pensar como será o amanhã ... As indústrias poluem, a lei age do jeito que quer, e o povo torna-se alvo fútil de armas de fogo. Esquecem de tudo que não é falado, e perdem-se naquilo que não deveria se ouvir ou ver. A medicina controla o meio de cura para longos vícios de tratamentos. O homem detrata-se ao pensar que a tecnologia é a sã mudança de estado parcial do mundo."

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Um dia acordei, pensando estar distante
Como se fosse uma quimera teu olhar, teu jeito
Não como função condutora,
Mas um sentir que revirava os sentidos
O entendimento atroz se fez presente
E depois disso, cada dia que nascia
Era como estar renovado, pensar, sentir e existir
Coisas que deixavam ao longe a dúvida
Trazendo com os ventos a leve brisa
De que todos que o falavam, jamais sentiam
E aqui relato minhas verdades, atrelada ao teu doce olhar

Habilmente desapegado das coisas perfeitas, só para ser meu próprio ideal.
"Isento de cólera & ódio, meu corpo não reage ao que ouve. Mas movimenta-se através dos meus desejos e vontades. Não tenho poderes e assim não torno-me nenhum um tipo de posse."

O homem moderadamente considerado como líder; Se desfaz por social a dirigir ovelhas inocentes. E se comportam como Semi-Deuses. dentre os disformes traços que os forjam."

"Minha dor abstem-se ao prazer. Isso somente por mim mesmo e tudo genuinamente. Admite-se por abstorção da maldade e de coisas estúpidas. Não me há termos para impor a dor. Sou feito assim de corpo, minha alma eu é quem invento."
"Calço o inferno como uma boa ação; Só assim haverá uma boa razão pela tua sublime existência."

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

"Assim como tens, das confusões que pensas ter, só não me ponho a pensar no que é confuso. Busco uma resposta nisso, é o que faz-me entender."

"Não me faço por perguntas. Mas me compreendo pelas minhas próprias respostas."

A poesia se faz uma vida real. È por isso que as ilusões de uma vida, se vão a medida em que se escreve um simples e real sentimento.

Do mesmo modo que os policiais sobem os morros armados. Detrata a mesma forma a qual as drogas chegam até lá ...A sociedade antes de ser invadida, deveria ser esquecida pelos pontos que se inicia toda a partida das drogas ao País. Mundo a fora ...Não são só as drogas, ter armas nisso! E na maioria das vezes são os que invadem quem doam ... Por dinheiro? E tudo torna-se uma armação da sua própria operação.
(Operação Policial, RJ 25/11/2010)


...
"A verdade é que esta mentira vai sempre alterar o que seria uma simples estabilidade humana. Lei & Corrupção."
___________________________________________________________

"A culpa é do GOVERNO que impõe e não cumpre. A sociedade só se defende do teu jeito. Porque pedem e eles não fazem, os GOVERNISTAS."
___________________________________________________________

"Enquanto os bandidos se limitam. A polícia reage por impulso. Dai é gerada uma guerra sem sentido, promovido pelo GOVERNO!."

      ... (Religiões & Legiões) ...

Seu coração bate, isso te derruba?
Você sente que em algum lugar, perde-se de você?

Todos os dias abandono palavras que digo
Tenho minha sombra para um amigo
Como parte de mim, não posso temê-la
Em casa quando quero, rezo!

Sua orações tem lhes sufocado?
E tem reparado nas cicatrizes dos outros como se fosse sua face?
Esboçando um sorriso, insincero e escondido!
Sentes medo de quem você é?

Não nego minha fé por um altar
Não tenho pudores!
Não existe religiões para uma só fé
Como um mundo para tantos estados

E digo que não sinto medo destas palavras
Pois o que disse ontem, abandonei!

E tu, sofres por ouvir as mesmas coisas ditas antes?
Comemora morte com vida?
Deixa de ajudar porque o tempo passou?
E nada do que fez antes, te fez desistir?

Nada segura-me, quando nada seguro!
Nada não me vale, como para os que não valem, também não valho
Não troco meus batimentos por uma paragem repetida
E não tenho medo do que sou.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

"È quando penso que não sinto vontade de escrever. Pois assim mancharia os sentimentos com coisas que não existem, só se fazem impressões. Como neste segundo, o pensamento não me faz viver, mas minha imaginação desejar."

terça-feira, 23 de novembro de 2010

"Quem é que entende ... Senão aquele que simplesmente fala sem pensar. Ou até mesmo lê sem se importar se é bom ou ruim."

          Eu não tenho leis ... Quem é que tem leis ...


Um homem pode tão simplesmente sair na rua. Acompanhada de alguma arma-de-fogo, e assim pense ser de festim. Senta-se na praça, e então passa a ouvir música enquanto os pássaros entoam a canção como se fosse a sinfonia de um fim. Brinca sorrindo, e levanta-se em meio a fumaça de seu cigarro. Um olhar distinto do mundo separado por nações, abordado pela segurança que nem mesmo cumpre suas regras. Opta por não, querer ser incomodado ... Pode sacar teu revólver, apontar a cabeça, não se matar. Só para provar que a lei nada poderia fazer devido a tua própria sinceridade. Criou-se conhecendo-se, e assim poderia fazer o que bem quisesse. E até pronto para ser atingido, inocentemente causando mais uma polêmica, como eles gostam de ser inocentados.


"O aconchego do olhar ameno, tudo pode enxergar. Além das barreiras que existem na realidade detratada pelo que se constrói um homem, indiferente disso. O aconchego de um pensar sereno, tudo entende ...

"E quando as mãos se desatarem
Onde estará os pensamentos sinceros?
Na contra-mão, ou dentro
De um coração que sente
E isso basta, para que saibam para onde vão
Juntos ou não, mas sempre próximos."
"È exatamente pela distância que se existe entre um e outro que se amam. Que não deve haver pedidos ou promessas, pois as mesmas mãos que encontram-se longe, não podem se tocar. E através disso, sinto que a verdade está apenas exposta a sinceridade movida ao que está dentro."

E a única coisa que importa é; Não há promessas, há fazeres,



Pois é ... Eu já não vivo isso tudo,
Eu falo sobre o pouco que sei,
Dentre aquilo que não conheço
Sendo parte apenas deles
Distingo minhas virtudes
E assim, não me engano ...


"E assim como as pedras não sentem. Dificilmente o coração terá a forma pela qual imaginam, enganam-se."

Guardarei sim ...
Até mesmo porque
Aquilo que guardo
Contém a simetria
De tudo que era antes incerto
E um dia, comprova-me
Que nada de errado
È constrangedor
Pois jamais haveria um erro
Se não fosse feito
E pra mim, assim
Está tudo certo,
"Cada coisa feita significa um momento daquilo que se vive. Com tudo pensar que o nada faz parte de uma vida desfeita pelo que se deseja, todo o sentir designado ao que se quer, ter ou ser se esvai á medida em que sem querer, deixa de ser. Somo com o tal segundo nem mesmo vivido. Quando se fala sem ser, dizem se és ... E quando não mais quer, altera-se o intuito jaz passado. Há momentos de mais singelas confissões, e sentado aqui sobre este banco do parque pareço pronto para o que seria uma novidade, como se nasce sempre um novo dia. Não penso em nada, pois se o fizesse, não conseguiria escrever. È estranho para quem baseia-se ao que pensas ... O tempo nublado é tão belo quanto a um dia ensolarado, os dois existem! As grandes construções que não reparo, me fazem enxergar o menino que pede ajuda a teu avô, para que o balance sobre o brinquedo. O avô nega, sem nenhuma maldade, e para que ele possa também sorrir, prefere ver teu neto aprender sozinho, como mover os pés. E o vento que passa, é preciso ... E até que ele não chegue no final, que não desista. E foi assim que terminei o que havia começado ontem, e ainda verei a chuva molhar os campos."

segunda-feira, 22 de novembro de 2010


"Lá onde esconde-se as doces ondas do mar. Também encontra-se as verdades que não se fazem por duvidar. E ao extremo norte onde se têm uma fonte. O céu junto ao mar, desvendam a doçura. Não se pode duvidar, porque num absoluto pensamento está tudo que se precisa encontrar."

A ti vai-se as indecisões
Vai começar a chover, e o vento me avisa
Da moralidade que estais liberta
Comigo tuas visões também são alucinantes

Uma mordida sobre a maçã
Pode sim ser tua salvação
Tenho o gosto dela
Possuis o gosto da liberdade

Venha, perca-se nas sensações,
Esqueça o arrependimento e a vergonha
Pois amanhã, pode não haver
Molde a luz sobre tuas sombras

Na tua voz, encontra uma religião
Na minha dança decrepita
O som dos ventos a entoar
O som de uma nova felicidade

E no crepúsculo da alvorada
Sobre ruas estreitas e vazias
Vejo o amor sorrindo ao medo
Chama teu nome o silêncio que me faço

Teu olhar feroz e sonoro
Guia-me em passos alucinantes
Até aonde se finda a vida
Longe de todo o imaginário.

Vivi Lima
"Não deves amar os instantes ... Que passa-se com o gostar. Deseje a cada um destes instantes, gostar mais do que eles existem. Pois torna-se algo contínuo, não um só momento. Mas alguma coisa que vá se viver futuramente, sem estranhar ser igual aos instantes jaz passados, e vividos."


"Jamais será as coisas que faz. Mas as coisas que faz, por fim demonstrará quem você é."

domingo, 21 de novembro de 2010

.
Adoro quando se faz o tempo nublado ..
Vou colorindo-o, a medida da imaginação
Passo a ver cores, e tudo transmuta-se
Pois nem o tempo nublado é capaz
De parar-se na ironia do tempo ...

Tudo podes pessoa
Porém há apenas uma fração;
Não faça o que desejam, e sim o que desejas
Pelo teu prazer ou de outro,
Tudo podes, só não faça teu sorriso sumir
Por um desejo fora do que pensas ter
Pois tudo aquilo que vier a confundir-te
Será de fora, porque o que está dentro
Só se vê ou vive quando desejas.

Tudo podes, tudo!

"O problema é que as vezes falo sem mesmo ter feito ... Com tudo, o que parece ser. Nunca será a verdade dita por um olhar que enxergas, longe de tudo o nada aparente a uma vida."

sábado, 20 de novembro de 2010

Para ter uma mulher de verdade um homem é capaz de fazer de tudo. Só não magoá-la. Até satisfazê-la quando não deve ... Isso o faria ser gentil a ela, e ela depois o recompensaria com amor e carinhos.

"As vezes somos apenas um segundo no tempo como se existe. E como se fôssemos os últimos na fila. Tornamo-nos uma presa por querer ser toda a terra. È ser o bem e o mal num todo combinado. Não a um mistério, aquilo que recobra a mente é o mesmo que pergunta se o vento já se foi. Imaginar por tudo, é ser um Deus dentro de uma própria história."

(Não posso ser condenado pelas coisas que fiz, já que minhas intenções eram todas boas! Nunca saberei qual o preço a pagar por uma coisa já feita. Tudo que está abaixo do sol, explica tua existência, mas eles nunca saberão dizer de onde vem tanto calor! Num universo onde há tudo, pode haver coisas além-mar do que podemos ver ... E dentro do escuro, somos as mesmas pessoas, tendo a concepção de um tempo. Tornamo-nos um grão de areia.)

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

"Meus pesadelos são a realidade de virtude do meu inconsciente. Eu lembro-me de não ser nada ruim."

Alguma vida ainda torna-se maior
Do que qualquer hábito ou coisa
E não sou eu você
Meu caminho, por muitas estradas
Uma distância sobre os olhos
As vezes é saber demais, e de nada querer
Saber, porque eles causam isso
Não necessitamos de outras vidas
Temos uma num corpo só
A alma vaga longe até nos achar como o amor
Gosto dos cantos, mas eles nem sabem das sereias
As vezes ouço você rir
Ouvido alguém cantar uma canção
Nunca vi alguém tentar como faço!
Tem coisas que as considero como dicas do século
Nos meus sonhos poesias
Nos pesadelos, a realidade da inconsciência
Porque temer e chorar?
Se fantasias servem para carnavais que se vão?
Se teu olhar tudo pode ver,
Mas imaginar pelo que dizem é um perigo
Intenso quanto ao que se vive desejado
Pois é diferente de um só sonho
È VIDA QUE JAMAIS MORRE!

Mulher de um olhar encantador
Nem tudo é como a gente imagina
Não sei o que pensas
Mas o Luar, diz-me que
Tudo o que brilha é o sentimento
Como a lua que vibra as nuvens
O céu todo num azul, reluz
As cintilantes estrelas que imagino
O ar não é frio não se têm
Ventos, só o frescor da noite
E a vida que se passa ligeira
Faz com que me acomodo e não me apresse
È ela quem passa, eu só vou
Num lugar longe de onde estou
Não me vi aqui, se estou
Quero é saber o que tua janela
... Tens a mostrar-me ...
O acalanto de si entregue a mim
Como quem de nada sabe
Só porque me perguntaste
Nada para tudo fazer e entender.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

"São estes ventos que me levam
Eu nunca sei onde encontrar
Encontram-me a medida em que me aproximo
Pois senão for a ida,
Como se terá uma chegada?
È um risco que corre ao entregar-se
Mas também uma verdade que gosta de sentir!
Lembre-se de que não és tu que se achega ao luar,
Mas é o Luar que achega-se a ti
Sem pedir licença, se faz um dorso gentil."
...
"Imaginar é o mais puro poder que possui uma mente."
Pois toda escuridão está dentro, e só quando se quer, os olhos vêem.
...

"E todos os ventos, vindo com a maré. Rege o silêncio da areia, tenho uma distância sobre o olhar. Mas tudo isso está sobre minhas mãos quando estendo-as para o horizonte."

        "Sonho de um sonho"

As-sombras-são; As mesmas nuvens brancas que escorrem sobre o céu azul e plácido. È sempre que sonho para consolidar a sensação de estar vivo. E quando vivo advido estar sonhando.

"Ontem ainda era dia quando
Fez-se de luz a noite
O sol surgiu aos meados dos meus passos
Atentos a um horizonte semi-nu de anis
Cor de fogo como se fosse róseos
A companhia de um ser
Como se fosse eu mesmo
O gramado curvado ao fraco vento
Esverdeado entre os pés das árvores
Pequeno dossel dum arco-íris
Que rondava de um lado pro outro
Sem saber se existia para quem estava longe
Se havia ouro tão mais colorido
Não estava escondido, e sim ao meu olhar
Uma jóia existente, que tudo distingue
È de hialino as vitrais das casas antigas
Sobre tudo o que havia
Além de mim por uma naturalidade ...


"A felicidade religiosa é comprada e negociada; por dinheiro e oferta. E como no reino dos céus é advido por Deus aos pobres de espírito. Aqueles que pagam pelo bem de tua alma, passa a ter uma felicidade de valor egoísta."

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

"Talvez ninguém soubesse
Mas lá estava a escorrer
Já se passava da hora
E isso passa de qualquer limite

A chuva é transcendental
As gotas sempre molhadiças
Arrepiam as vezes, faz-se parte de alguém
Estaria por perto

Escorre pelas ruas, não é fantasia
E quem repara?
Tem uma casa cheia de andares
Atalhos, espelhos, jardins e sorrisos

Mesmo no frio, quando um corpo se molha
Tudo torna-se tropical, cai repentina
Me faço por ela, como melindrosa pessoa
O olhar não entende

Mas um corpo sente
O desenho da lua como fogo
Os limites não se passam
Só os segundos que se vão, te permite pensar

Sem saber o que tem pela frente
Esquece de renovar a alma sobre a chuva melindrosa
Sendo parte dela, não há frio que sinta
E não haverá medo do que não vês."
"Um ponto positivo é; Ser positivo!"

terça-feira, 16 de novembro de 2010





È sempre que uma folha se abre
Se faz terna, e fragrancia o ar
Devasto se esvai, traz as nuvens
Que pela luz do dia, as vezes é fria
Libera uma onda, e deixa tudo levar
Encarou as próprias ondas, para compreender o medo ...
Que paz inerte senão da luz Clara
De qualquer dia, seja frio ou quente
Os dias são belos, as noites acolhedoras
Procurei nos mais brandos campos,
Mas só havia num pensamento di, Paula
Que se quer existia, até então trazer-me as ondas
Acreditando num espaço existente
Tenho provas de que tudo que se vai
Traz de volta o aroma de flores diversas
Petúnias, as quais mais adoro
Se fazem uma poesia, por linhas
Sinceras que fazem sem pensar
A ternura dum olhar atento, descreve
O que o coração não fala, mas sente
"O vento sopra, mas em nada fica
Em tudo estou, mas só ao teu olhar agora existe
Em mim, ainda há o que pensar
Mas em ti, se fez por uma canção."
Lentamente se acorda e levanta
Olhos vitrais que em tudo vês vida
Acredita no impossível,
Pois o impossível, tornou-se somente
Coisas a não realizar ...
Clara De Paula

Poeta Luar,

Sou como todo ser que existe
Incomodo a mim, irrito a alguns
De um jeito ou de outro, sei
Que a razão para acontecer, qualquer coisa
Afinal, acontecem coisas naturais
Imoral ou sem conseqüências
Negando me faço por teoremas
Esperando o melhor surgir
Desconheço-me as vezes
Não entendo, é tudo um erro
Se sobre mim, sobra a ti dizer-me!
Param ... Desvendo-me, não mato os sentidos
E não sou pago por inocências.

"Não é tudo justamente como bem queremos. Mas é como o tempo passa, e a gente espera. Um olhar de cata-ventos ... Sem uma culpa inocente. Coisas que foram feitas, já se foram. E Deus ensina, o que é impossível de não acontecer. Qualquer pecado mora ao lado de qualquer um, mas quem o teme. Não vê que o impossível, é só um possível que não quer realizar. Só se aperfeiçoa quem sabe dos teus próprios defeitos."

"Mais importante pra você?
A liberdade ou o Poder?
Tua família ou o Mundo?

"Se o homem crente de si pela religião que segue sabe bem que por fim está no fim dos tempos. Porque ele se preocupa tanto com o futuro de seus filhos, mais novos?"
... Se há um fim, nos teus pensamentos. Jamais haverá um futuro para o teu próprio presente, não caía em ilusões! Agradeça ao que tens, e planeie tudo pois o nada é pensar que há um fim, sem estar vivendo o presente ...

segunda-feira, 15 de novembro de 2010


"Passamos por momentos que ultrapassam o limite de toda a existência. Por nada ser compreendido, tudo significa nada a qual pensam. Sorvem o que querem, e não pressentem o que a sensação quer nos passar ... Para além de mim, vejo o que só em mim existe. Para além de todos, uma perspicaz eficiência de ser e existir."

Existe em mim, algo que não posso explicar, está exposto. E por não conhecer-me por detrás de mim, alego felicidade que me exponho a viver.

.
Eu digo "Foda-se" para essa palhaçada.
EU VOTO NULO
Pense! Não VOTE.
"Corrupção, Luta, Impunidade, Revolução
Desemprego, Demagogia, Miséria,
Contrabando, Exploração"
ELEIÇÃO È FARSA!
Ninguém é obrigado a dar voz a corrupção
Religião e politíca, UNIÃO sem nexo
Quebre está corrente
1° De abril para o IBGE
Denuncie autoridades incompententes
Lula que esta lá Agora deixa o povo na merda
Jogo imoral, pronunciado pela falsa propaganda
VOCÊ TRABALHA PARA SUSTENTAR POLÌTICOS?
O governo só fode os outros!

"O BRASIL é o que menos gasta com educação dos 34 PAÌSES analisados pela organização.
Pela cooperação e desenvolvimento ecônimico."

TODA FACHADA È ENGANOSA!
Pois é PROPAGANDA ...

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

"Não tenho se quer um sorriso falso, para quem não existe. Mas para os que vivem, presento-os com sorrisos meus, sinceros."

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

__
"E se acreditas, sabe bem, o quão quando desacredita nada parece ser. Até que você reviva aquilo que quer acreditar."
__

.
Porque venta lá fora, mas ainda
Sim me tenho por todo um silêncio noturno
Esta fragrância de flores mórbidas
Invade este recinto, o vento, os sons, minha janela aberta
Traz-me as estrelas, lá longe
Tem nuvens que parecem correr
Apressadas cheia de formas
Eu não sinto minha alma,
Mas meu corpo sente-se vivo
È tudo que em mim existe
Tua presença em solenidade
Causa-me tranquilidade
A minha noite é bela ...
E meus Dias, sem fim ...
.

"O frio que inspira."
Espreitam os rastros duma noite, são teus versos raros, sopra, gela escorre pelas portas, o silêncio jaz mortal sobre os guizos revestidos de mármores dança as folhas, jorrando o chafariz d'água o som das árvores falam, o vento aquece te despertas no frio noturno
Vestida pelas flores é o tempo das trilhas inexploráveis o pensamento transmuta-se a sombra das portas, espaceiam o frio de geada, coberto pelas cortinas Venenosas, como uma neblina Nada se faz por medo, é um encanto Numa noite que se respira a vida.
( Toda maldade de um homem deve ser remediada com a fantasia de quando criança.)

"Comentei um dia sobre o homem profanar sobre anjos. Como também disse que não são anjos as mulheres."

"O remédio como cura da insonia é a consciência tranquila. E a verdade entre tudo que diagnosticado, está nos fazeres não consultados."

A singularidade intocável dum poeta, faz-se nas palavras que fecundam os fatos, tendo as verdades. De tão longo o caminho, sabe que dentro dele há tuas estradas. È sim! Um infinito queira ou não.

        Relatos da Fé'

"E ele tem uma fé diferente do nome que se faz uma crença. Como também não se oprime pelas religiões que existem. Uma separação política, ingrime do que é FÈ & VERDADE."

'Temos como dever sermos felizes assim, como existimos.'

"Comentei um dia sobre o homem profanar sobre anjos. Como também disse que não são anjos as mulheres."

        Poema desconsertado'

O sol o pássaro sobre mim
As pequenas copas de folhas
Aquele canto cheio de feitiço
O lago submerso por fagulhas
Um hospício de normalidades
O lugar de um louco
Contradizer-se, experimentando
A sensação de um voo
A esquistisse do normal
A tranquilidade de um espaço
As riquezas escondidas
O cheiro dossel a escorrer
Sobre o ar, em devaneio
Canta parado no leito dos pássaros
O meu céu de anil desenhado por nuvens
Navega a ceifa de primavera



        Relatos da Fé'

"O envolvimento irregular do poder é punido com o afastamento. A agressão expressiva além do exterionato religioso é cumprido com dó. Não se vê espíritos de bondade. Por isso os pobres de espírito continuam levando vantagem."

"Só por não ver uma coisa, isso não significa que ela esteja lá."

        Relatos da Fé'

"Eucaristia feita para si com sangue de teus pecados. Apresentados com dinheiro e orgulho."

sábado, 6 de novembro de 2010

Deveria eu ousar com as palavras, mas as vezes prefiro só sentir, esta sensação que degrine qualquer fantasia, nos alerta de sorrisos. Cresci um pouco mais quando te conheci, hoje ainda continuo a crescer, sem superioridade existencial, passo a respeitar a mim, conhecendo os outros apenas.
Salva-vida ... Mas do quê? Só da vida ...

"Era como se cada sorriso e cumprimento, me fossem parabéns. Chovia lá fora, eu percorria as calçadas. E escutava algumas canções ... Era um bom dia mesmo que cinzento."

E agora que fica mais velho, não se importa tanto
Sobre o que as pessoas, pensam dele
E sente-se sempre mais jovem, e pensa no futuro
È como as coisas devem-lhes ser,
Qual homem, não sabe que a vertigem da guerra!
Seria tua própria paz?
Assim como deve se ser, existir
E aceitar mais um tempo se passar
Agora o que é velho reflete
E muito rapidamente evolui
Erra e acerta, como um orgulho
E do tempo difícil de se viver
Vê e ouve, uma paisagem além da música
Mentalidade ligada a uma sã filosofia
... Cinético pensador ...
Como psicografa tudo que existe,
Sabe dos teus riscos
Como iguais aos rabiscos
Que o fazem crescer, como folhas coloridas.
Parabéns poeta ... È uma vida nova,
Gentil, gracioso e poderoso
No teu mundo, de fantasias.
"A realidade de si, é acreditar
Que tudo que não é possível
Tornou-se alguma coisa já realizada
E tudo renova-se ao amanhecer."



quinta-feira, 4 de novembro de 2010

"A ciência de tudo, está em minhas filosofias. Os sentidos das verdades."

segunda-feira, 1 de novembro de 2010



Sonhos só os tem, quando deita-se e adormeces. Devaneios, se vive daquela mesma forma, que se pensa; O imaginar indefinido, provocando a sensação de realidade, o que pra mim è realizar um sonho, após qualquer devaneio E até que ela adormeça, tem tempo de acreditar.



São também meus devaneios, me perder, para encontrar-me. Pena que não me vejo por dentro, mas exponho isso tudo nesta minha toda forma de ser e existir.

A mania de não pensar pelo que sou, permite que eu erre uma vez ou outra. E sendo assim, simplifica-se o quão pode interpretar o que somente parece confuso pra você.


Não se ganha nada mesmo quando ganha, mas se quer saber de uma coisa altamente interessante é; Sempre que conquistamos possuímos, e assim temos. Aquilo que se ganha, é como uma escolha, e de todas escolhas, as deixadas se perdem. Então pra mim, é como se eu não jogasse pra ganhar ... Só imagino como posso ou poderei, ser parte de uma coisa, que quero. É como o nada que se transforma, em algo.

Daquilo que se entende, esconde-se a confusão
Das coisas que se lê, interpreta-se da sua forma, não se sabe o que vai acontecer
Como também não se escolhe o que ganha, confuso seria se todas as noites, estivesse acordada ... Desperta sempre num amanhecer,
E as grinaldas são confusas? Só penso nelas,
Dificilmente as vejo, e ainda sim as imagino
Como se estivessem sim dentro do meu olhar,
Que busca nas confusões, entendimento
Sou filho de Deuses, incompreendido
Pelos homens, que sufocam-se nas discórdias
Ditas por si, e por um segundo apenas
Vivida por um outro, que segue em frente
Como tudo é confuso, ainda se compreendo
Alguma coisa, que tenha uma simples razão
A minha é sonhar; Acreditar, que meus todos impossíveis, são sim possíveis.