Levanta-te

"Isso tudo aqui é muito lindo ... Mas não sou assim,
sou o que falo quando não penso pra falar."

__________________________________
"Direitos Autorais."
Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184, do Código Penal Brasileiro. Não copie sem divulgar a autoria !

quinta-feira, 28 de abril de 2011

O muro de sol
Cercado de flores
Do espaço cantante
De estrelas e camélias

Sou eu uma múmia
E você o que quer ser
Um amor que dá dor
Que dá dor tem amor

Uma pessoa ou um ser
Isso ai que é ser
Uma parábola de fantasia
Em que sobrevive realidade.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

"Se pretendes uma razão em tua busca; Crê no que passa a conhecer. Se desejas conhecer uma verdade; Desnuda o ouvido do mundo e descubra o que criou."
.As idéias são eternas, e por devidamente o tempo mudar. Idéias novas surgem, e as tuas não usadas, segue outro lugar. Para não se perderem... Tempo só se precisa o tempo para ele ser o tempo, e nós como pessoas, temos tudo além do tempo. Temos idéias."

terça-feira, 26 de abril de 2011

"Não existe hoje na sociedade em que vivemos um tipo de realidade buscada. Existem feitos que destruem toda forma de busca a uma realidade."

"Um abrigo secreto."

Favorecido o medo
Com a coragem
O pecado do passado
Remanejado é para longe

Pode passar em fartez o homem
E voa livre e pra
Longe qualquer pássaro
E fica parado a terra dos homens

E se tirasse a mentira
Pela verdade do perdão
Teria mais vida a frente
Como um tem, todos podem

Pela liberdade de acreditar
Naquilo que se faz, por sentir
A vela que se apaga
E ainda sim, se acende na escuridão

A solitude de sol
A ascensão de dias
Que se dão por noites
E a borboleta pela liberdade
...Aqui passa...
"A melhor coisa para mudar uma situação, é mudar os pensamentos."

quinta-feira, 21 de abril de 2011

"Florescer."

Trens descarrilados, pessoas
Carros desgovernados, ruas
Acidentes precipitados, direções
Aviões de asas, túneis livres

Liberdade de crer, existir
Pontualidade de hora, certo
Erros deliberados, comungados
Barulhos ensurdecedores, sentido

Hora certa e lugares errados
Lugares certo e hora errada
Chuva oblíqua e sol escaldante
Tempo de vida, o que há!

quarta-feira, 20 de abril de 2011

"O homem não pode ser um pássaro, mas pode-se imaginar sendo um. E assim um pássaro não pode ser um homem a racionalizar, só extinguir e voar acima de todos os homens."

terça-feira, 19 de abril de 2011

"Poema feito mulher."

Que desde quando nascem, são cuidadosas
Brincam nas rodas de cirandas
Crescem nas margens das arteirices
Meninas pequenas tornando-se grandes

Imaginam o mundo na meninice
Edifica os sonhos como num dia
Que comemora fora de hora
Dedicas a vida por todo segundo

dançando ou cantando, brincando ou brigando
Andando ou correndo, dormindo ou sonhando
Chegando ou até mesmo indo, sempre a estar
Cá ou lá, aqui ou acolá...

Contadora de historinhas
bem-feitoras e magistrais
Senhoras reclamonas
Mulheres mandonas

E que além de tudo
Se faz presente, mulheres
Lendárias, dádivas de Deus
Homenageadas a cada alvorecer
Que se amanhece...


sexta-feira, 15 de abril de 2011

"Heróis não morrem, heróis renascem

Diante da situação que o colocou ao erro.

Para que na sua conquista haja glória.

Heróis vivem, mesmo que tentem o parar."
"Um dia pensei que tudo fosse aquilo

Que eu não via, e na entrada reflexão

De um dia sombrio, me vi sem luz

E quando a luz me fez brilhar só de ver

Enxerguei onde estava mi'alma

Que agora liberta-se dos medos

E abranda coragem para caminhar

Num mundo aonde há treva

E se ela me volve, eu saio

Tenho limites, e conheço a morte

E ela por não me conhecer, nunca me terá

Se não for pela vontade do criador

Estes últimos dias, estive na válvula do neutro

Pensando ser entrevido por inconsequências

Desregresso aquele dia, que findou isso

Para que neste súbito pensar

Tudo volte ao lugar de onde veio

Pois em mim habita uma generosa maestria

Sou mais do que um homem, nem se quer sou poeta

Sou aquilo que esta exposto além de mim

Meus sentimentos vividos em mim

Transparecerão a possibilidade

De que tudo na vida, deve ser feito

Com inteligência, e diante de uma reflexão

Inventar o momento, e não sê-lo

Para que se possa enxergar as vantagens

Da realidade, manter o passado morto

Pois as vezes se pensado, traz a morte do amanhã

E ao contrário disso, é necessário

A esperança no sorriso que ainda não

Esta brotado, mas nascerá com a vontade de Deus.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

"Nem tudo que vem de Deus, é real

Pois quando se deixar de acredita

nele tudo torna-se ilusão, pois não vemos

E voltando ao passo que nos finda a Deus

Tudo volta a ter sentido, e não importa

O que possamos presenciar

O que importa é o que queremos buscar

Para que Deus em seu âmbito

Cumpra suas promessas, pois se as nossas não são,

as dele demorará a acontecer.

Então deve-se parar com tudo

Aquilo que vem do pensamento

E fazer com que o espaço da mente

Seja tocada e movida por Deus

Pois se há uma soberania na vida

È sermos objetos de Deus, que nos criou

Sabedoria se encontra,

e paz se aprofunda

Para sentir aquilo que nos dá e permite poder."

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Rumores de danar
O ouvido do que vê 
Qualquer coisa como são 
Como existem em menções 

Mia um gato, como 
Canta um pássaro, grita 
A noite de outono, como 
Quem espera todo inverno 

Estaçoes como as de trem 
Que se vão e vem 
Entre trilhos em ramos ...
De casas que se estendem... 
A todo plano... 

"Lua Bela."

Uma Lua bonita em meio a chuva que cai numa noite mesmo de tempesta. A uma Lua bonita que brilha O olhar que deseja imaginar. O sonho prestes a se realizar. A cantiga que faz a chuva sobre o chão cai no telhado, e escorre janelas. Deslizam as nuvens e tem uma Lua bela.
"A realidade do impossível é crer no possível. Se feito, tem a garantia de uma realização ou não! Torna-se o impossível possível. Senão crido, torna-se impossível o realizar, seja parte dos sonhos ou seja coisas que se busca e não se consegue."
"O passado das coisas que sentimos, devem ser apenas o espelho que faz nascer um sorriso, pois quando não aceitamos o que nos perturba. Encontramos apenas coisas, que nos faz bem."
"As vezes falo sem ser, para me dizerem se sou."

quarta-feira, 6 de abril de 2011

"Crer no invisível é realizar já o impossível. Sentir o impossível é perceber o possível. Encontrar o que se procura é não ver antes de o procurar, sabendo um dia aonde olhar e perceber o sentido da busca."

Nada surge do nada

Tudo segue acima de nós

As asas crescem, abranda o sol

Como um Deus que cria o homem

Certo de que virá

Traça os Cachos nos teus cabelos, criança!

Feito visões para se explorar

E eis que havia uma magia no terraço

As folhas dançavam ao vento ritmado

Fábulas dos desenhos que fiz

Em folhas que risquei a ponta dos dedos

Tenho uma casa abandonada a beira-lago

Os fantasmas gostam de companhias

E no interior há um grande terremoto

Tenho uma orquídea que gosto de cheirar

Imaginar não me faz mal nenhum

Este empirismo me faz viver

Depois te conto sobre coisas além-do-normal

Eles estão levando, e podemos seguir

A magia é invisível e maravilhosa

Planta uma orquídea e proteja-se da loucura

Perto de mim, tem uma floresta

De altos e bem onde a história é de grandeza

A velha máquina do mundo, velha e sombria

Ouço um som alto e bem alegre

Ou era a chuva misteriosa?

No abrigo dos meus braços, há uma orquídea

E vou mantê-la segura dos perigos da terra

Onde ela nasce e morre.

"Entre os animais e os homens existe um dogma que permite dizer que os homens possuem poderes sobrenaturais."

terça-feira, 5 de abril de 2011

A deriva do areento
Mundo espaçoso, ocupado por planícies
Esferas que desvendam-se entre montes
Silêncio no horizonte, a urze do Norte vai florescer

As estações vem chegando
Um dragão voa longe nas montanhas
Rouba meus sentidos
E reboca a parede de vidro

Saudades, incertezas, confins
Meus infinitos, fundamentos
De uma vida de sentidos
E não fatos coincidentes a verdade

Meretrizes, direções, assassinatos
As verdades, que me nego a perceber fatos
Ciência que não decifra a magia
Que engana a quem acredita na doença.
A deriva do areento 
Mundo espaçoso, ocupado por planícies 
Esferas que desvendam-se entre montes 
Silêncio no horizonte, a urze do 

Norte vai florescer A
s estações vem chegando 
Um dragão voa longe nas montanhas 
Rouba meus sentidos 
E reboca a parede de vidro 

Saudades, incertezas, confins 
Meus infinitos, fundamentos 
De uma vida de sentidos 
E não fatos coincidentes a verdade 

Meretrizes, direções, assassinatos 
As verdades, que me nego a perceber fatos 
Ciência que não decifra a magia 
Que engana a quem acredita na doença

domingo, 3 de abril de 2011

"Futuros possíveis."

E quando me deito, a ver a lua
Sob o pensamento, agradeço a Deus
Pois sinto meu respirar, olhos fechados
E fico mais tempo do que queria
.
Existe uma razão para eu estar aqui
E não deixo que o tempo me leve
Levo comigo um tempo para mover-me
Futuros possíveis, futuros possíveis
.
Sei que um dia coisas vão mudar
E não é sobre vencer ou perder
È sobre não haver mais lutas!
Sobre não haver mais guerras
.
E sei que as crianças poderão brincar
Sobre perder, um dia ganhamos
Futuros possíveis, futuros possíveis
Adivinhe quem é você, grande homem
.
(Num pequeno mundo)
.
Orgulhar-se por sermos iguais
Só o que fazemos é diferente,
Pode ser uma risada, coisa de piadista!
Coisas estranhas acontecem, sei disso...
.
(Homens poderosos levantam as mãos e se entregam
.
O sol revela novos sorrisos
E tem noites que a lua o esconde
Descompasso, futuros possíveis
Futuros possíveis, e cardeais novos.