Levanta-te

"Isso tudo aqui é muito lindo ... Mas não sou assim,
sou o que falo quando não penso pra falar."

__________________________________
"Direitos Autorais."
Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184, do Código Penal Brasileiro. Não copie sem divulgar a autoria !

sexta-feira, 31 de maio de 2013

2009, Outubro;  Início.

2010; Cem seguidores.

2011; Cem seguidores.

2012; Cem seguidores

2013; 9 Seguidores. 
                          ──  Total de 309 seguidores, cem para cada ano, um para cada mês.  
             .       Três anos e nove meses, hoje. 

quarta-feira, 29 de maio de 2013

"Que nenhum momento seja como um outro, que ninguém viva o que já se passou. Que tudo seja um momento único para mudar o futuro."

terça-feira, 28 de maio de 2013

       "Eu sempre venho aqui e me ponho a pensar
Me sento a espreita desta janela, e sinto o vento passar
È como ouvir uma canção e adivinhar que o tempo não espera
E passa por mim como se uma voz tranquila que diz;

È preciso reinvindicar coisas que se têm
Abandonar o mundo, deixar os homens
Para se sentir parte de si, se conhecer
Abandonar o návio, velejar num barco

Deixar o ontem, caminhar com o agora."
            "Um doce conto de fada."

quinta-feira, 23 de maio de 2013

"O vento despertava a manhã, após uma noite sem sonho. Onde a escuridão era o alicerce que assegurava que os medos estivessem distantes. Um frio de arrepiar as espinha, mas nada melhor do que a lareira acesa a sala para aquecer o corpo. Estrelas que cintilavam outros horizontes​, era o sonho a que meu sono sentia falta. Passam-se as horas, como o vento que carrega os minutos, trazendo o despertar do dia a que me vi abrir os olhos com novos pensares."

quarta-feira, 22 de maio de 2013

"A tempestade revela um caminho oculto. O significado de que o sol está vindo."

sexta-feira, 17 de maio de 2013

"Meu animo de falta, foi-se como um sonho sem sono. Mau dormi, pensando no que poderia ser. Mas só pensar não me serve, posso fazer, encontrar. Mesmo que em uma noite escura a qual eu queira fugir sem a certeza de que dormirei com o sono para o sonho."

"A Ray-Vante

"Um tempo que passa e voa
Como uma chegada inespera
Um vento que sopra e toca
Como o sentido sensívels dos olhos

Que me descubro em seu ser o que sou?
Para que me faça diversou se sou um?
Não me forjo aos teus olhos
Pois percebo todos seus risos

Dos mminutos que trazem expressões
Um momento propício a que saem as coisas
Chegada am primavera passa por mim um sonho
Realizado num instante visível e sentido

Rio de estrela ao horizonte
Sobre uma palavra perdido ao papel
C o m o isso que vem e por ti passa
Em um sobre nós permanece.

//Para Rayssa Cavalcante

quinta-feira, 16 de maio de 2013

"Uma pessoa como ela é
Um sonho como é sonhado
Uma história como contada
Uma razão como falada

Perdidas as coisas
Há o que se encontrar
Perguntas e mais perguntas
Poemas que se acham."

segunda-feira, 13 de maio de 2013

"Em breve uma pergunta! E para isso uma resposta.

terça-feira, 7 de maio de 2013

"Passou por mim como uma leve brisa. Atravessou sete mares até atingir-me, não havia como se esconder. Levou para longe a essência dos adeuses, foi como um sonho que ao despertar trouxe a realidade de que salvo estava em seus braços. Andando em seus sonhos, enquanto adormecia, sem se lembrar de onde ela veio. Era ela como a neve que caía no outono."

sábado, 4 de maio de 2013

Ela fantasia os olhos,
definha coisas surreais
Trás as tempestades
Leva consigo os sonhos

Dança com o vento
Toca as flores sem vê-las
Faz nascer o poente
Torna a noite majestade

Desnuda os males
Respira os sentidos
Ama o tom da morte
Tem todas as idades

Uma ideia sem fim
O cais inalcançável
O horizonte intocável
Um desejo tremendo

O medo que traz coragem
A realidade do pesadelo
Um pecado desejado
O beijo de maldição

Um amor perdido
O sono sem sonho
A ilusão de imaginar
Que longe está e se aproxima.

quinta-feira, 2 de maio de 2013

"Labirinto dos sonhos,

"Contempla a vida, que ela passa
No horizonte intocável, o que buscar
Ame as flores, porque perfumam
Sonhe a chuva, que ela chega

Mergulhe profundo mar, nada se submerge
Porque nada é, o que possuis
Alcance alto o que não vês
Porque o que se esconde, há de achar

"Não há mistérios na realidade
Há quem busque segredos do além"

Perca-se a luz do luar, a noite que finda
Encontra-se no reluzir do amanhecer
Tranque as portas, abra as janelas
Caminhe em notas da canção

Seja uma tempestade antes da calmaria
Ouve o silêncio para ter suas respostas
Antes de toda primavera, inverno
O que nem tudo acaba, se desfaz e traz

Carrega este segundo, eleva o sentido
Como se canção de ninar,
A quem pressente o sentir
Que imaginar tudo basta.
"Sono sem sonho,
Sonho sem realidade
Escuridão que trás sabedoria
Sabedoria que trás luz."
"Em algum lugar do tempo se perdia uma voz. E agora que para tudo ela esta morta, nada a trará de volta. A canção que toca as ondas deste rio, trás outrora a chuva que molhava-a quando chorava."

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Alguém teve que pensar no zero... "È porque não é óbvio que o nada seja alguma coisa. Que uma coisa que não pode ser medida nem vista, mesmo assim existe e tenha significado. È a mesma coisa com a ALMA. Pensando bem
                          [Art]
  "Qualquer aparência com a realidade, é pura coincidência."