17 de abril de 2010

─ “E ele passou aqui como o vento para dizer, que ela tem o tom da lua. O cheiro das rosas, como uma ápice de puro amor.”  

O elixir da vida

Que frui como fumaça espessa e sem pesar Não faz desvendar nenhum mistério Onde olhos algum vê, sente a alma e morre o corpo E no além d...