13 de julho de 2010

Girassóis rodam,
como numa dança de cigana
Nos campos coloridos, pela lua

E o dia também
Se aprofunda
Pelos trilhos, de ferro
Entre os sonhos acordados.

O elixir da vida

Que frui como fumaça espessa e sem pesar Não faz desvendar nenhum mistério Onde olhos algum vê, sente a alma e morre o corpo E no além d...