23 de janeiro de 2013

"Caminhava ali pelo jardim
Sem saber o que me esperava
O vento passou, arrastou folhas
Revi meus dias, e assim fiz ...

Cantei olhando as nuvéns
Uma doce e antiga canção
Esquecida por mim
Nunca escrita por ninguém

Meu silêncio, cheio de riso
A dar para tudo ter
Mesmo que aos poucos
Revi meus passos

Mas a nada quis voltar
Seguir em frente, eu sentia
Que os sorrisos desfeitos
Eram estes escondidos

Caminhando ali naquele jardim
Decidi não viver longe de alguém
Que me faz feliz, me faz sentir
Caminhando ali no seu jardim.

Sua voz... Quanta ternura num só ser, Mas por hoje! Almejo sonhar no teu sono E no limiar do teu descanso Repousar em teus seios!