3 de setembro de 2014

              [...]    Porque eu vou além do olhar do homem. Pois elevo meus olhos além das estrelas, e penso; De onde vim e para onde vou?  Quem faliu meus projetos senão viver convencido de que eu deveria viver para agradar os homens? Foi quando alguém investiu em meus projetos falidos, os fazendo reviverem ainda sobre um mundo perdido. Pois me encontrei num lugar divino chamado, Espírito  Santo [...]  

Sua voz... Quanta ternura num só ser, Mas por hoje! Almejo sonhar no teu sono E no limiar do teu descanso Repousar em teus seios!