23 de setembro de 2014

"Ora bela, tão passageira!
Mas devasta meus sentidos.
Oh, quão bela, está linda
Sentinela, que se faz minha,
        
 //Primavera.

    Porque trás novos perfumes,
    Leva pra longe, o frio!!! Sopra,
    Trás minhas folhas, e reveste
    Os meus, os teus sonhos.

Deixe-me compartilhar com você uma memória

Dentro desse sonho, há uma imagem da morte E ela me leva onde há um saco de ossos Em que ali está o meu nome E pelo corredor daquele vale...