9 de janeiro de 2018

A luz da lua se antecipa no céu

E as folhas estraçalhadas são brancas
Como pequenos flocos de neve prateada
Formando caminho para encontrar á trilha

Onde há uma pequena fonte
Que rasga a terra para formar o rio
Que chia com tuas ondas verdes e prateadas
A luz tombada do poste esconde o retrato

Que é formado pelos arbustos de flores
De formosos buquês azuis e vermelhos
Flores para colher as mãos e fonte para molhar os pés
Que descalços amaciam a terra ainda úmida

A chuva que cessou deixou o perfume inóspito
Por entre os corredores deste belo jardim
O que se esconde ali?
Por detrás desse cantar que faz nascer a noite?

Canto mais lindo, mas sem face
E procuram  meus olhos repousar o corpo
Que febril, dispara e procura e encontra
Tão suavemente me sento a repousar

" E silencia os medos
Colho a flor
E te encontro em mim
Linda flor de Lilás

Nos caminhos de pureza, nos caminhos de beleza se eternizam nossos instantes. E transformado o momento, se aprende que a verdadeira priorid...