5 de fevereiro de 2010

"Aquele todo calor do deserto pode me cansar. Mas eu continuo, porque ele nunca poderá me parar. Sempre impulsionado por uma sede de suprimir, meus bens. Me pergunto para onde poderia ter ido. Me respondo dizendo dos lugares que estarei. Por algumas coisas, vale a pena lutar. Por outras... Você decide."

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...