26 de fevereiro de 2010

"Isso porque eles se importam apenas com o que passou... Esquecendo-se de viver o que temos agora. O que passou, pode-se deixar, o que queremos, podemos pensar, ocupando a mente com algo que ainda não vivemos. Por isso vale fingir que o que é ruim, é bom, então... Começamos a sentir estas sensações, corriqueiras."
          Daqui, os olhos que liam... Podia sorrir. E então, deixou de falar do ontem, para falar e pensar no que poderia ter no seu amanhã.

Toda essa euforia pelo qual o tempo tem transtornado, o rarefeito em que a maioria dos homens negam por insuficiência física, causando o des...