25 de maio de 2010

      ─ “E sem mim, não poderá viver.
Pois sem tu, não desejarei viver.
E sim me sufocar, nas lembranças que contigo tive, terei.
Pois as lembranças que ainda não tive de pensar
São as mesmas que contigo ainda as viverei. 
               Eu amo você!

"Na vigília dessa noite, enquanto todos dormiam. O mundo a se mover sem perceberem da mesma forma ao estarem todos despertos. Movia-se ...