20 de maio de 2010

"Era tudo tão passageiro. Que na volta do que se viveu, o pensar sobre um passado. Era tudo tão agradável, que ver o meu amanhã me sorrir, era ir longe sem deixar que rastros me fossem pedaços deixado para trás."

"Na vigília dessa noite, enquanto todos dormiam. O mundo a se mover sem perceberem da mesma forma ao estarem todos despertos. Movia-se ...