6 de julho de 2010

         (Dia ensolarado)

Vou sair, sair... Me aproximar
De algo que me faça pensar, sentir
Que mesmo com o sol árduo no
Epicentro do céu, não devo prender-me
Dentro de casa, suportei épocas
Este é só mais um dia de sol,
e ontem fora mais um dia vivido
O inevitável de nos conhecer
È a consciência que percalça
Acontece, para movermo-nos.

O elixir da vida

Que frui como fumaça espessa e sem pesar Não faz desvendar nenhum mistério Onde olhos algum vê, sente a alma e morre o corpo E no além d...