12 de agosto de 2010

Ah, poeta! Das palavras ... Fechar os olhos e viajar nas vontades. Sentir o sabor das emoções, abrir os olhos e querer para hoje, agora!
(Cassandra//Luar)

Vejo que o ontem me foi vivido, e tem um tempo que está muito longe de chegar. Quero o agora, o presente da vida, dos meus passos. Pois somente assim, poderá haver algo novo para o amanhã.

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...