1 de junho de 2011

Como se eu soubesse
Que este dia iria chegar
Em que nada mais se disfarçaria
Nem a falta de fé, nem o recomeço

Descontinua um passo ao destino
Seria como um rei,
E não ousaria ninguém por perto
Sob isso, uma dificuldade

Que desdém é este?
Não seria um só a mais no mundo?
Sem confiar a alguém
Sua coroa a ser um rei

Persistir nunca bastaria
Preso na ingratidão da vida
Apreciando a humildade
Seria hoje e sempre?

Eventualmente iria se arrepender
Mas lembraria também
Que este lugar é teu
E quem ouvir-te, nunca esquecerá!

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...