22 de abril de 2013

"O homem louco vê o que vê. O homem lúcido ouve e se dispõe a acreditar no que os olhos nunca virão, por isso nunca haverá a certeza da realidade, pois os ouvidos são olhos, quando não se vê. E não os olhos os ouvidos quando se não têm a enxergar."

"É como se uma máquina de ferro fundido tivesse passado por cima de mim, em cima do meu corpo. Porém, ainda não havendo força e vontade...