14 de abril de 2013

"O tilintar da chuva sobre a janela
Noite silenciosa acortinada pelos olhos
Que vagam o vazio de um quarto
Oscilando a virtude de existir além de um corpo."

"É como se uma máquina de ferro fundido tivesse passado por cima de mim, em cima do meu corpo. Porém, ainda não havendo força e vontade...