23 de maio de 2013

"O vento despertava a manhã, após uma noite sem sonho. Onde a escuridão era o alicerce que assegurava que os medos estivessem distantes. Um frio de arrepiar as espinha, mas nada melhor do que a lareira acesa a sala para aquecer o corpo. Estrelas que cintilavam outros horizontes​, era o sonho a que meu sono sentia falta. Passam-se as horas, como o vento que carrega os minutos, trazendo o despertar do dia a que me vi abrir os olhos com novos pensares."

Nós que confiamos em Deus, sabemos que não é  porque podemos uma ou outra coisa que a vida se realiza ou está realizada, mas é na superiorid...