17 de maio de 2013

"A Ray-Vante

"Um tempo que passa e voa
Como uma chegada inespera
Um vento que sopra e toca
Como o sentido sensívels dos olhos

Que me descubro em seu ser o que sou?
Para que me faça diversou se sou um?
Não me forjo aos teus olhos
Pois percebo todos seus risos

Dos mminutos que trazem expressões
Um momento propício a que saem as coisas
Chegada am primavera passa por mim um sonho
Realizado num instante visível e sentido

Rio de estrela ao horizonte
Sobre uma palavra perdido ao papel
C o m o isso que vem e por ti passa
Em um sobre nós permanece.

//Para Rayssa Cavalcante

O elixir da vida

Que frui como fumaça espessa e sem pesar Não faz desvendar nenhum mistério Onde olhos algum vê, sente a alma e morre o corpo E no além d...