31 de outubro de 2013

A luz da lua enfeita tua força vital que definha com um longo rio perdido que me encontro ... Que remenda toda tua imaginação, criando realidade. Em sua fluência posso refletir meu "Eu" no espelho de tua alma santa para moldar cada noite num encanto... Não são como paixões que se perdem, mas como um amor que se encontra. Assim o esquecimento, torna-se a força da vida, deixando aquilo que se passou ao apogeu.Tu és inspiração para meu sonhar, realidade de um dia que se desperta ...
               Lua para um sol. Sol para se dar ás noites, acalenta os sonhos. Desfazendo os nós, almejando todo cais. Para além-horizonte desenhar,
                 /Para Rabyia Marsoor.

Deixe-me compartilhar com você uma memória

Dentro desse sonho, há uma imagem da morte E ela me leva onde há um saco de ossos Em que ali está o meu nome E pelo corredor daquele vale...