29 de dezembro de 2014

"Não posso amar uma flor menos do que uma pessoa. Pois enraizamo-nos pelos campos, antes assim, todos nós nascemos, Crescemos e morremos."

Sua voz... Quanta ternura num só ser, Mas por hoje! Almejo sonhar no teu sono E no limiar do teu descanso Repousar em teus seios!