1 de dezembro de 2014

 "È que há tempos, em que ás janelas da alma se fecham. Os olhos se cobrem de espectros cinzas, e nada passa além dos sonhos. O momento se acaba, e algo te esquece. Daí então, surge um novo tempo, o que se deve esperar."

"Na vigília dessa noite, enquanto todos dormiam. O mundo a se mover sem perceberem da mesma forma ao estarem todos despertos. Movia-se ...