9 de julho de 2017

Trino

O poema perfeito, sempre falha quando tento escrevê-lo. Porque tento, apenas. Não concluo, não invento, porque não sinto a perfeição nas dores do mundo. E não é porque escrevo com as minhas mãos que a poesia é minha. Além deste corpo, habita uma alma. E além dos meus gestos que terminam sempre a virar as páginas, fazendo de cada dia, um novo prefácio. E que há um mundo, cada um dos pensamentos, os destruo. Para o dogma que há além do olhar."  

    ♚ (Poeisis) ♚

"Na vigília dessa noite, enquanto todos dormiam. O mundo a se mover sem perceberem da mesma forma ao estarem todos despertos. Movia-se ...