20 de junho de 2018

Ora! O homem criador das máquinas e suas engrenagens fazendo o tempo correr a todo vapor. Como vagões desenfreados pelas estações que percorrem a vida transparentemente sem se ver. Essa patologia metódica escritas por teorias de engano que estacionam todas as ações possíveis da cura do espaço em que se encaixam pequenos seres limitados ao movimento da existência para a realização do sonho abortado antes do nascimento."

Sua voz... Quanta ternura num só ser, Mas por hoje! Almejo sonhar no teu sono E no limiar do teu descanso Repousar em teus seios!