Levanta-te

"Isso tudo aqui é muito lindo ... Mas não sou assim,
sou o que falo quando não penso pra falar."

__________________________________
"Direitos Autorais."
Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184, do Código Penal Brasileiro. Não copie sem divulgar a autoria !

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

          "Como se fosse num segundo...
Todas as palavras seguem um rumo."
Pelo qual nunca esperamos, e se desejado, é o que vivemos.
E se vivemos, foi de fato escolha nossa.Nos iludimos com os pensamentos, e nos encontramos com uma razão ... Escolhas e tentativas, momentos e minutos, uma sensação... Nos perdemos na sombra da realidade... Inventando um novo sorriso, pelos momentos perdidos de lembranças que apenas deveriam ser enredos do passado... De vidas esquecidas! E a noite até pode ser escura, mas isso não significa que eu não possa ver através de seu manto, os rostos iluminados. Dispostos, acreditamos estar no caminho certo... Momentos que se tornam história, após cada uma das noites que adormecemos em paz, se não noites trocadas pela insônia!
           Prefiro o escuro e seu silêncio perturbador, onde ja não ouvimos as risadas que nos fazem afundar, e não vemos os olhos que querem de alguma forma ver o sangue
Trocamos os sonhos por uma realidade, choramos sem querer, e nos encontramos nos olhos de quem poderia desejar nosso sangue... Sem ter escolhido, aprendemos no escuro. E sem ver, ainda podemos tocar, e alcançar o que era de nosso esperado, porque mesmo que os olhos não se vejam, as mãos podem se tocar. Seria diferente se não fosse assim... Sempre ousamos impressionar, e dizer o que não se pode ver... Conhecemos sempre 'alguém.'
           Por esse e todos os motivos é que as palavras se perdem e se fazem ocultas, deixando a mente a guiar os fatos, sem um som. Apenas a melodia que vaga em mente, transborda a sensação de risco que corremos quando nos sentimos entregue ao que desejamos... As palavras se tornam insuficientes, e uma troca de olhares, acontece...
Sem ao menos dizer , posso entender... e nesta confusão de palavras podemos olhar para o que tem no lado de cima, somente algumas estrelas, aquelas que escolhemos como nossa. E sempre que as vemos nos perdemos, por um segundo sobressaltamos os pensamentos e podmeos tocar a liberdade, entre palavras, e tempo...
Entre tudo o que se criou, tudo absorvemos e tudo será nosso, sempre que quisermos.
E com toda uma paciência... Pedimos um pouco mais, por que a vida não para, sentimos com a demora, e nos orgulhamos com as conquistas simples e incríveis!
Que nos dão sempre mais coragem nos atos...e deixamos de ouvir as mentiras que contam e as verdades que latejam na cabeça.
           E numa troca de palavras, invadimos pensamentos e trocamos tudo por algo indefínivel, que nos faz acreditar... Nas tentativas, até um último suspiro pelo que ousamos ter ao nosso lado.
           "Este meu ultimo dilema, do que é viver, faz de todos meus aliados, para uma taça de vinho, ao entardecer... um brinde ao horizonte e ao que podemos ver nele..."
                  Maior parte deste texto, foi escrito por 'Daiana Paiva...