22 de janeiro de 2010

"Não evitar o inevitável, é viver. Deixar o que passou, como aprendizado, é querer que nosso amanhã, seja intenso de coisas novas, porém, boas."

Um dia destes sentira o vento, tocar-me. Nunca sentira tão real sensação.
Eu sabia que não podia fugir. E ele ia te encontrar.
Parecia que já nos conhecíamos, de algum lugar, distante de um sonho.
Ele parecia que me conhecia, que me olhava diretamente através de mim, sem eu o ver.

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...