22 de janeiro de 2010

"Nossas emoções, passam a ser as reações mentais. A partir do que pensamos... Como frustrações, que passam. Como o vento que sopra, quando se levanta. Nossas ações informam-nos, de que há um ponto para mudar os objetivos. Continuará as aprovações. O que vai lhe desesperar, não é um possível não realizado. Mas sim um impossível deixado de realizá-lo"

Sonhos, extensos, quanto aos horizontes...
caminhos perigosos, arrédios de amor
para os momentos difíceis
lugar melhor não haverá.

Às vezes, iremos nos enganar.
Supondo as verdades, em falsas realidades.

Não há o que temer...

"Na vigília dessa noite, enquanto todos dormiam. O mundo a se mover sem perceberem da mesma forma ao estarem todos despertos. Movia-se ...