Levanta-te

"Isso tudo aqui é muito lindo ... Mas não sou assim,
sou o que falo quando não penso pra falar."

__________________________________
"Direitos Autorais."
Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184, do Código Penal Brasileiro. Não copie sem divulgar a autoria !

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

"O meu lugar."

O meu lugar, onde encontro comigo
É feito de sonhos, desejos... As flores, não nascem, mas vivem. È loucura...
O meu lugar... Onde posso ouvir os gemidos do meu coração
Como do topo de um arranha-céu... Eu ouço as pessoas gritarem... Sufocadas, meu lugar libera o ar
O meu lugar... Deixa-me ver o que sou
O que sou não teme. Como aquele andar, do meu lugar... Ouço-te gritar...
O grito ecoa... Percorre todos os espaços... Todos os tempos...
Dando-nos espaço para novos risos, alegrias... Do meu lugar, o sonho, se torna realidade, a poesia encanta e te faz sorrir... Do meu lugar, tem um arranha-céu...
Suave...
E por mais distante q eu me encontre... Ou vá... Sempre retorno ao meu lugar... Porto seguro... Brisa
Que transbordas doces fragrâncias. Suaves perfumes, que de longe, se via portos... Acancelava-me pela chama no olhar.
Então... Posso dizer... q amo meu lugar... Porque me completa... Expõe-me... Traspassa-me e me revela
Sair do lugar é perder o norte... É sentir-se só
É morrer aos poucos
E a morte não me assusta
O que me assusta é o que vai morrendo em mim...
Por isso volto ao meu lugar... Pra não morrer... Em mim... Você
Sobressalta o medo, para que possa então crer que a vida, é um eterno interpretar, como uma simples poesia... Não temo a morte, pois aqui sabemos que nos encontraremos apenas no momento certo, nossa poesia, é nosso ar. E nosso lugar, qualquer um que podermos encantar, com a nossa poesia.
               Cristina & Jefferson