24 de fevereiro de 2010

"E não importa o quanto seja longa a queda, e profunda a imensidão. Pularei sem receio para então segurar-te enquanto ousas cair...
Como uma queda livre dentro do medo, para então termos coragem de enfrentar até mesmo aquilo que ainda não vimos por ai."

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...