19 de fevereiro de 2010

"Não devemos repetir algo que já passou. Um dia que vivemos, uma noite que se foi. Um momento que ficou, um sorriso que já morreu. Acorda um dia e diz para si, que seu mundo mudou. Seu passado é como um excesso, e com isso pode pensar no seu amanhã. Como fazia ao lembrar do passado. Não pode se prender ao que já foi feito, além de tudo, não pode se agarrar ao que esta por vir. Com alegrias violentas, e medos que não existem. Volvidos aos anos esquecidos, o passado pára então, para rir. E hoje desliza afastando-se de qualquer um que lê isso aqui. O tempo que joga o que se faz pra baixo, deixa no alto um novo estágio. Para que você nunca precise olhar para os lados ou para trás. Agora deve-se mover adiante...
     Não cante, a mesma melodia de ontem. Invente uma canção durante a luz do dia. Para cantar a noite, desejando que a lua seja uma amante. Ao invés de sombras, as lembranças do amanhã."

O elixir da vida

Que frui como fumaça espessa e sem pesar Não faz desvendar nenhum mistério Onde olhos algum vê, sente a alma e morre o corpo E no além d...