2 de março de 2010

"Feliz eu sou por traduzir minha vida em poesia...
As minha palavras são ruídos do descaso,
a minha fantasia é sempre te encantar.
E para me entender, tu não precisa de pressa
Porque dos oceanos extintos
jazem coisas que nos procuram."

"Na vigília dessa noite, enquanto todos dormiam. O mundo a se mover sem perceberem da mesma forma ao estarem todos despertos. Movia-se ...