5 de março de 2010

       ─ “Sua doença, transformou-se psicológica. Para que sua convicção seja sua única e saudável cura.”

As vezes nego meu corrupto coração
para descobrir se minha mente, me dará alguma razão.
È quando escrevo, filosofia
As vezes me reverso para não ser monótono
esqueço a mente que me engana
resgatando meu próprio coração
é quando escrevo, poesia.

De tudo isso que é permissível
“Eu sou, poesofo... Ou pode ser que eu seja um filoeta.”
Um médico, particular, sem consulta marcada...

O elixir da vida

Que frui como fumaça espessa e sem pesar Não faz desvendar nenhum mistério Onde olhos algum vê, sente a alma e morre o corpo E no além d...