27 de abril de 2010

"De jurar eu não preciso,
mas lhes dizer uma verdade, eu posso!
De prometer, não necessito
mas de fazer sinto vontades."

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...