13 de maio de 2010

─ Tem vezes que eu não sei se impressiono-me com a notícia... Ou é a notícia que me faz impressionar-se... Sem mesmo que eu queira, esqueço logo depois que vejo. Me prende e não faz-me pensar, se não dizer: Que horror! Nossa! Como pode? È tudo uma questão de visão quando então as notícias se foram, da mesma forma que aconteceu outras virão. Agora me atrair a atenção será uma questão de ver, e apenas ter a certeza de que já passou. Assim como meus passos me fazem sair da prateleira da banca de jornal.
                //Nunca houve nada por lá...

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...