29 de maio de 2010

Vai se misturando os dois
Começa onde havia uma luz
Encontra-se debaixo dos lençóis
Os olhos fechados, o corpo sente
Um sentimento que não vai se perder
Através do que se sente, a vontade
O desejo, urros, abafados
Perto, as pernas tremiam
As unhas pareciam cortar a pele frágil
Os corpos suados, era amor
Era o poder de se sentir vivos
Momento tempestuoso, árduo
Eram partes de uma cachoeira
As cenas lívidas parte dum rio
Nadando através de um mar
A gota inofensiva cai
Transparente....

"Tentei descrever a Deus em belos versos Mas se quer consegui me expressar... Seu poder e efeito, são soberanos Eu consigo apenas se...