Levanta-te

"Isso tudo aqui é muito lindo ... Mas não sou assim,
sou o que falo quando não penso pra falar."

__________________________________
"Direitos Autorais."
Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184, do Código Penal Brasileiro. Não copie sem divulgar a autoria !

sexta-feira, 18 de junho de 2010

E aquele caminho trilhado por atalhos?
Lembra-se de quando foi tão fácil pular o muro?
Deixar de seguir a ponte, enfrentar a tempestade?
Forçou a verem outro lado teu, que nem existia?

O todo calor do deserto, poderia lhe cansar
Mas você poderia ter continuar, por um impulso
Que jamais seria causado num segundo alheio
mas sim de dentro daquilo que chama-se; Querer

Uma estrada da noite, me leva pra
Um lugar cheio de fantasmas, faz-me temer
Mas meu caminho pelo amanhã
Faz-me encontrar com o brilho de um arco-íris

Eu vi um sábio valorizar suas palavras como ninguém
Pois aquilo que vivia era teu, e o que diziam
Eram as fantasias diferente de livros
Reais o suficiente para torná-las fábulas
Em livros que ainda seriam escritos.

Não morreria para ser um herói,
mas seguiria por estradas desconhecidas
Para fazer nascer de uma nova fonte, vida
Era só um caminho a seguir... Avante
"Fracos ou fortes, sobrevivem"