28 de junho de 2010


"Estou caminhando sobre os trilhos, sentindo o vento passar. O aviso da chegada do trem, eu continuo a caminhar sobre os trilhos. Pressinto o trem se aproximar, vou caminhando, até escutar o trem apitar, é meu pensamento avisando sobre o perigo. Eu quem vou me aproximando do trem, ele sempre passa ali. Sou em quem estou indo de encontro a um fim, somente me paro, pulo pra terra, sinto o vento mais forte ainda, o chão treme, e os vagões de ferro, murmuram como se não mais fossem suportar o tic-tac. Estou seguro, só pensei que o trem não passaria naquele momento, eu volto caminhar... Nos trilhos,
SURPRESAS DE UM CAMINHO QUE EU AINDA NÃO TRILHEI."

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...