5 de agosto de 2010

E quando se há alguns pedaços
Alguém fica a dormir só
Mas tem um que pode vir
A acabar com todo o sofrimento
Prolongue teu silêncio
Invista em tuas regras
Não deixe que se afaste
Ei, não se esqueça de ser você mesmo,
È tudo isso que pode fazer
A ser o que você é!
Lembrança do bem e do mal
Paga-se o suficiente para viver
Coloque as coisas em ordem, não pare!
Desistir, esqueça cara, não consegue ver?
Teu rosto é sortudo, veja o que estais lendo
Não deixe de dormir está tarde, faz frio
Seu sono a noite lhe trás
Talvez você ganhe ... Mas se perder
Conquiste outro lugar, você pode vencer!
Até quando você pagou o suficiente
colocou tudo em ordem, ou realizou tudo
fica a lembrança do bem e do mal
Rostos sortudos
Não deixe de dormir essa noite
tenho certeza que tudo terminará no lugar certo
Você talvez vença, ou perca..

"Na vigília dessa noite, enquanto todos dormiam. O mundo a se mover sem perceberem da mesma forma ao estarem todos despertos. Movia-se ...