24 de setembro de 2010

"Nem há festas, nem carnavais. Existe em mim uma s i n a ...
De ventos litorâneos, não há em mim o n d a s, tenho um só mar.
Naufraga-se meus sonhos r e a l i z a d o s.
Navego por l é g u a s e mais l é g u a s
Pareço mesmo caminhar, sobre uma superfície não me vejo submergir
Nem festas, nem carnavais meu amor;
... SÒ E U & V O C Ê ...

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...