28 de dezembro de 2010

.
Sopra o vento e me liberto
Ergue-me de braços abertos
E então voa comigo
Doa meus sonhos e esperanças

Uma tempestade como a vontade
Move os solos, e agita os mares
Sobre os campos, voo longe
E nada parece quebrar-se

E meu destino aonde está?
È assim que o aguardo
Sobre o mar deixo as tristezas
E mergulho em novos sonhos

Pinto meus olhos com as cores
E desenho os sorrisos
Brando me movo, sob céus azuis
E o destino renovado encontra-se aqui.

Nós que confiamos em Deus, sabemos que não é  porque podemos uma ou outra coisa que a vida se realiza ou está realizada, mas é na superiorid...