20 de janeiro de 2011

"Percurso poético III.

"A lua que também é do leste agora encontra-se no oeste. Onde tudo podes encontrar, isso só com a forma de olhar ... E não duvides, pois no sul ainda não fostes procurar, ele pode sim, encontrar-te."

Entre dias inundados, que verdade cortejo?
A casa no campo floresce
E uma família vislumbra a vida
As venezianas se desnudam
Enquanto tilintam os agradecimentos
Uma parafina distingui
Suspiros plácidos ao ar de tolices
Espectros ideológicos entre leis particulares
Lazúlis de um viver miraculoso
Tremeluzir com as alvisseiras
Cravinas de belas arquiteturas
E as macelas de floradas
Os relicários ressoam
Bronze os ranchos
Campanários de pequenas vinhas
Capricho de inspirações além de estrelas valsantes
Conforte e releves, triviais desdobras
Relinas de um céu marinho
Alumbrem as visões
Reverias...

"Além da estrada que deixo os passos correrem, lá só há um caminho, o destino."

"Na vigília dessa noite, enquanto todos dormiam. O mundo a se mover sem perceberem da mesma forma ao estarem todos despertos. Movia-se ...